L017

 

MORRER NO SUL

1983 - Assírio & Alvim

Gravuras de Ilda David'

 

 

Tão pouca é a vida,


o deslumbrado delírio da vida.

 

No tear se tecem os fios, o desenho das rendas, a


renda dos dias.


Ignoro quantos,


quantas tardes no fluir da paixão, quanto ouro e


azul na idade das mãos,


que idade no tear das mães.

 

Foram belas também no sonho antigo,


passearam entre os lírios,


desatavam a cabeleira e os vestidos,


iam à beira mar.


 

Voltar1